Internacional

Restaurante nudista de Paris fecha por causa da pouca clientela



O primeiro restaurante nudista da capital francesa está sendo forçado a fechar porque não consegue manter clientela suficiente.

“O’Naturel” vai fechar as portas em fevereiro, depois de pouco mais de um ano, apesar dos elogios de clientes que tiram a roupa para comer ostras e se deliciar com escargots, foie gras e aspargos.

Mas, para evitar dificuldades financeiras, os gêmeos Mike e Stephane Saada disseram que teriam que fechar.

“É agora ou nunca”, anunciaram aos curiosos, acrescentando: “se quiser experimentar um último jantar nu, em Paris, a hora é agora” antes que fechem o restaurante em 16 de fevereiro.

“Estamos contando com você para nos apoiar”, escreveram no Facebook. “Agradecemos a todos por participarem desta aventura. Nós lembraremos dos bons momentos e das maravilhosas pessoas que conhecemos.”

O restaurante no leste de Paris abriu em meio a uma explosão de publicidade em novembro de 2017.

Roupas devem ser deixadas no vestiário junto com telefones celulares, para evitar que as pessoas tirem fotos de outros clientes.

Os clientes recebem chinelos, embora as mulheres – que representam 40% da clientela, segundo os gerentes – possam manter seus saltos.

– Um banho de água fria para os naturistas –

O’Naturel – uma brincadeira com a frase em francês para a palavra nu – foi visto como um sinal de que o naturismo estava se tornando cada vez mais popular em um país considerado o melhor destino do mundo para esse tipo de turismo.

Quatro milhões de pessoas vão passar as férias “au naturel” na França, todos os anos.

Com uma nova zona de nudismo de verão no maior parque de Paris, noites de comédia nua e visitas a museus, ativistas não esconderam sua ambição de criar mais opções de entretenimento para os naturistas.

Ao contrário do restaurante londrino The Bunyadi, que abriu brevemente em 2016, os irmãos Saada mantêm suas roupas enquanto atendem os clientes.

“Nosso papel é deixar as pessoas à vontade”, disse Stephane, que insistiu que a lei francesa exige que se mantenham vestidos.

“Assim que os clientes entram na sala de jantar, nós os acompanhamos até a mesa deles e garantimos que não é como se a sala toda estivesse olhando para eles”, disse à AFP após a inauguração.

As capas das cadeiras pretas do restaurante são trocadas discretamente entre as sessões, com os clientes protegidos de olhares indiscretos do lado de fora por uma pesada cortina branca nas janelas.

Embora as notícias do encerramento das atividades tenham causado uma pequena decepção no mundo naturista francês, o ativista Cedric Amato disse que o restaurante estava à frente de seu tempo.

“Pode ter sido um pouco cedo” para um estabelecimento nudista ficar aberto durante todo o ano em Paris, disse ele à AFP.

“Eu comi lá muitas vezes e foi muito bom”, mas o fato de estar em uma área residencial e não ter um terraço para os dias quentes era uma desvantagem do estabelecimento, disse ele.

Fonte: YAHOO/BA

http://tpa.sapo.ao/noticias/internacional/restaurante-nudista-de-paris-fecha-por-causa-da-pouca-clientela
Todos Os Direitos Reservados